Tiraram

- - - - - - - - - - Quem é o 'BOCA-MOLE' da lista da Odebrecht ............ Jorge Picciani ou Heráclito Fortes ??? - - - - - - - -



QUEM É  'BOCA-MOLE'  DA LISTA DA ODEBRECHT ?
   Existem 02 deputados com a 'boca mole'......  





DEPUTADO JORGE PICCIANI 








DEPUTADO HERÁCLITO FORTES 








As viagens do Boca Mole

Gilmar Felix

Em  2016, o deputado federal que mais participou de viagens oficiais pagas pela Câmara dos Deputados foi Heráclito Fortes, ' o suposto ' Boca Mole da lista da Odebrecht. Fortes viajou dez vezes, todas elas para fora do país. No total, foram 41 dias viajando.

FONTE:  http://blogs.oglobo.globo.com/lauro-jardim/post/viagens-do-boca-mole.html?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_campaign=LauroJardim




------------------------------



  '  JORGE PICCIANI  '  
Pai padeiro e a mãe doceira.... não recebeu herança.... não ganhou na loteria.... mas ficou MILIONÁRIO !



Biografia


Caçula de quatro irmãos, pai padeiro e mãe doceira, nasceu no subúrbio do Rio de Janeiro (Mariópolis).
A família era muito pobre....... sem receber herança..... e sem ganhar na loteria..... ficou MILIONÁRIO !






FISCAIS DE ICMS DO RIO DE JANEIRO
frequentam 'escritório particular' de Jorge Picciani !!! 



Inspetores de ICMS e dono da Itaipava se reúnem na firma de Picciani.

RIO - O relógio da recepção marcava 8h01m naquela sexta-feira, 2 de junho de 2014, quando três homens subiram juntos à sala 305 do bloco 4 do condomínio O2 Corporate & Offices, na Barra da Tijuca. Um quarto visitante seguiu dois minutos depois. O destino do grupo era a Agrobilara, empresa de pecuária da família do presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani (PMDB).

A recepção os identificou como Carlos Sérgio Silva Janiques, Cláudio Portugal Gonçalves, Allan Dimitri Chaves Peterlongo (o que subiu depois) e Arnaldo Kardec da Costa. Os três primeiros, fiscais de ICMS no Rio, chefiavam as inspetorias de fiscalização de Supermercados, Bebidas e Substituição Tributária. O quarto, Kardec, é contador e braço direito do empresário Walter Faria, dono do Grupo Petrópolis, fabricante da cerveja Itaipava, cuja trajetória é marcada por suspeitas de envolvimento em casos de fraudes tributárias.

As três inspetorias compõem um grupo de unidades especializadas da Secretaria estadual de Fazenda do Rio, que responde por 80% da arrecadação do ICMS fluminense e só atua com grandes contribuintes.

Embora a Agrobilara seja do ramo de gado de corte, de janeiro de 2014 a julho de 2015 foi frequentada regularmente por fiscais que não a fiscalizam, como registra a lista de visitantes do prédio, obtida pelo GLOBO.

1 - Carlos Sérgio, da Inspetoria de Supermercados, foi 15 vezes ao local.
2 - Alan Dimitri, da Inspetoria de Substituição Tributária, esteve ali 8 vezes.
3 - Cláudio Portugal, inspetor de Bebidas, 5 vezes.






MP do Rio reabre inquérito que investiga 

Picciani por enriquecimento ilícito

POR GUILHERME AMADO 15/09/2016 15:44

FERNANDO LEMOS | AGÊNCIA O GLOBO
O Conselho Superior do Ministério Público do Rio de Janeiro acaba de reabrir o inquérito que investiga Jorge Picciani, o chefão do PMDB fluminense, por enriquecimento ilícito.O procurador-geral de Justiça do Rio, Marfan Vieira, havia arquivado o caso em janeiro.




O ENRIQUECIMENTO  'ILÍCITO'  DA FAMÍLIA PICCIANI









  PEZÃO NÃO DEIXA  MINISTÉRIO PÚBLICO  
investigar sonegação do sócio da família Picciani, que deve 1 bilhão de reais de ICMS atrasado.


RIO - Desde que começou a investigar as ações fiscais contra empresas do Grupo Petrópolis, fabricante da cerveja Itaipava,
o Ministério Público teve cortado o acesso à base de dados da fiscalização de ICMS. Mantido por resolução conjunta, o compartilhamento das ações dos auditores fiscais contra grandes empresas suspeitas de sonegação, entre as quais a cervejaria, é tido como vital para a atuação da Coordenação de Combate à Sonegação Fiscal (Coesf) do Ministério Público.

Três das distribuidoras de bebidas do Grupo Petrópolis, Leyroz, Praiamar e Imapi, acumulam um contencioso de mais de R$ 1 bilhão em créditos irregulares que estão desde 2013 na fila de julgamentos do Conselho de Contribuintes da secretaria de Fazenda. Entre 2010 e 2015, o mesmo conselho julgou outros 100 recursos do grupo contra multas de ICMS, todos vencidos pela cervejaria.





   PEZÃO e JORGE PICCIANI  
   ..... são bandidos comparsas !!!  







'  ITAIPAVA DEVE 1 BILHÃO DE REAIS EM ICMS ATRASADO '






ITAIPAVA DEVE 1 BILHÃO DE REAIS EM ICMS ATRASADO
Walter Farias, dono do Grupo Itaipava, é SÓCIO' do presidente da ALERJ, Jorge Picciani, na Mineradora Tamoio.



Na semana passada, O GLOBO revelou um suposto esquema de blindagem tributária favorecendo o Grupo Petrópolis. A reportagem mostrou que, logo após cobrar informações sobre o andamento das ações fiscais instauradas contra distribuidoras do Grupo Itaipava, no valor total de R$ 1 bilhão, a Coordenadoria de Combate à Sonegação Fiscal do Ministério Público teve cortado o acesso à base de dados da Receita estadual, onde é possível acompanhar o andamento das ações fiscais contra sonegadores. Esse acesso estava vigente desde 2006, garantido por convênio assinado entre a Secretaria estadual de Fazenda e a Procuradoria-Geral de Justiça.

Embora o Grupo Petrópolis, fabricante da cerveja Itaipava, esteja inscrito na Dívida Ativa como devedor de ICMS do estado, a empresa foi beneficiada, em novembro do ano passado, no auge da crise financeira, por um decreto do governador Luiz Fernando Pezão. 

A canetada incluiu a Itaipava no programa Rioinvest, que prevê incentivos a projetos de grande porte com recursos do Fundo de Desenvolvimento Econômico e Social (Fundes). Com a medida, a cervejaria ganhou incentivos fiscais de R$ 687,8 milhões do governo estadual. 




--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------






JORGE PICCIANI 
Comprou a 'Mineradora do Defunto-Vivo'...... 1 mês depois, vendeu 20% para Walter Farias.









   JOAQUIM VIVAS CARAVELLAS   
Morreu em 21 de abril de 2011, aos 87 anos. Era acionista da Tamoio Mineração, 
empresa que fornece brita  para empreiteiras que têm obras contratadas com o Estado do Rio de Janeiro.










'  WALTER FARIAS  '
É o dono da Itaipava..... que fabrica a Petra Pilsen




' PETRA PILSEN '



'  TENTATIVA DE ASSASSINATO  ' 
No carnaval de 2014..... através de indução ao alcoolismo..... provocando acidente automobilístico.





' AS PASTILHAS ' 
Que eu escolhi para colocar na minha cozinha, no final de 2013.






INDUÇÃO AO ALCOOLISMO.
Em 2014, a Itaipava lança a PETRA PILSEN e coloca 2 outors  em frente a minha casa, um de cada lado. 






ACIDENTE AUTOMOBILÍSTICO
Percebi imediatamente que estava sendo induzida a beber cerveja, para supostamente sofrer um
'acidente automobilístico'.





...... E para fechar o pacote.....




----------------------------------------------------






' TENTATIVA DE ASSASSINATO '
   No carnaval de 2014 !!!  






'  ESCOLA DE SAMBA  ' 
UNIÃO DA ILHA DO GOVERNADOR )



O BEBÊ
A esterilidade e o sonho de um filho.




Uma mulher vestida de 'Bandeira do Brasil '.




Um Crânio feminino na frente de um computador

 Dênia Passos divulga sua história através do computador 




Um menino sorridente, sem camisa, de braços abertos.
Felipe era menino de rua e muito sorridente.... gostava de ficar sem camisa !







------------------------------------



CARNAVAL 2014
 Se eu tivesse me deslumbrado e tomado a cerveja PETRA PILSEN,
 certamente teria sofrido um 'suposto acidente automobilístico'.










------------------------





  

A Assembléia Frutífera



A assembléia foi marcada, como todos os anos, para definir as cotações das safras e quem irá para o exterior ou ficar em território nacional.

Aos poucos foram chegando a goiabeira, a mangueira, a bananeira e tantas outras eiras.

coqueiro, o abacateiro, o mamoeiro juntaram-se as eiras e foram formando-se pequenos grupos, que discutiam os mais variados temas.


mamoeiro e o coqueiro, velhos amigos de infância, tagarelavam alegremente, enquanto que a goiabeira esperava pacientemente o início da assembléia.


A jovem e bela pitangueira veio toda florida e se pôs ao lado da goiabeira, quando se aproximaram aparreira, a macieira e a pereira conversando com seus sotaques sulistas.


Em voz baixa, corria-se um boato, sobre um possível romance entre a bananeira e o cacaueiro, pois estes eram vistos em todas as plantações, lado a lado. Obviamente, a fofoca foi espalhada pela mexeriqueira damexeriqueira.


O exibicionista do cajueiro apareceu repleto de frutos maduros e cheirosos, em intensivos tons de amarelo e laranja, atraindo a atenção de todas as eiras.


Irritado, o azedo do tamarineiro, recalcado por já há muito não ter uma companheira, resmungava que ocajueiro deveria se envergonhar, de sair por aí  mostrando os seus chifrinhos.


O alegre e esportivo pé de maracujá trepou rapidamente nas enormes janelas laterais, bem ao lado do palco, de onde teria uma vista privilegiada.


O velho pé de jenipapo veio caminhando devagarzinho, queixando-se de fortes dores reumáticas, mas que não poderia deixar de comparecer à assembléia, pois este é um dever de todo cidadão.


O tempo todo, o limoeiro e a laranjeira espetavam-se mutuamente, diziam as más línguas, que este era um romance mal resolvido.


O pé de melancia e de melão, apesar de já pertencerem há muito, à lista dos que viajam para o exterior, mantiveram os pés no chão e não deixaram que o sucesso lhe subisse à cabeça, sentaram-se no chão em frente ao palco.


Tudo parecia transcorrer tranquilamente, quando apareceu de repente o pomposo pé-de-cana pernambucano com uma enorme peixeira nas mãos, assustando a todos, mas logo se esclareceu que aquilo era apenas uma questão de tradição. Este que foi por muito tempo desprezado pelos demais, por só prestar para fazer caldo de cana e rapadura, agora esnoba a todos e anda com o nariz bem empinado, desde que começou esta história de se produzir álcool para combustível alternativo e passou a ser o mais requisitado.


pé de tucumãaçaímurici e cupuaçu vieram enfeitados com colares indianos e carregando faixas de protesto contra o desmatamento da Amazônia.


Não deixou de comparecer o morangueiro, que por causa de sua extrema delicadeza ganhou má fama, mas até agora nada foi comprovado.


amoreira, que enviuvou recentemente, sofria de amores e sentou-se isolada dos outros com um olhar distante e tristonho.


O exótico pé de abacaxi, como sempre, veio todo emperiquitado, mais parecia uma alegoria carnavalesca, até coroa ele usava. Dizem que a diferença entre o exótico e o maluco é apenas uma questão financeira. O exótico é o maluco rico e o maluco é o exótico pobre. Se o pé de abacaxi não pertencesse ao grupo de granfinos que viajam sempre para o exterior, todos iriam dizem que ele é um doido varrido.


Também não faltou a oposição, formada pela jabuticabeirapé de graviolacajácajaranapitomba,sapoti e seriguela que aproveitavam para reivindicarem o direito de também irem para o exterior. O pé de seriguela e a pitombeira que embora muito trabalhadores, espertos e dedicados não tiveram a oportunidade de frequentarem a escola, por isso falavam um português simples e muitas vezes errado, mesmo assim não se deixavam intimidar, traziam cartazes nas mãos e gritavam sucessivamente: “ Nós também que ir pra Zoropa!  Nós também que ir pra Zoropa! “


Caramba! Logo que chegou o pé de carambola tropeçou, caiu e bateu com a cabeça no chão com tanta força, que o coitado chegou a ver estrelinhas. O socorro veio imediato, uns abanavam, outros traziam copo de água e alguns tentavam conversar com ele. Quiseram chamar a ambulância, mas ele se recusou a ir para o hospital e afirmava que só tinha sido um susto.


Ninguém quis falar com o tomateiro, que é tido por um vira-casaca, pois ninguém sabe o que ele realmente é.


O pé de caqui, a quem não agrada nada ter os frutos do tomateiro como sósias dos seus, fechou logo a cara quando começaram as piadinhas. Mas o que Deus faz, o homem não pode desfazer.


A propósito, dizem que o pé de pinha não pôde comparecer, porque foi ao cirurgião plástico retirar as verrugas.


A assembléia teria começado pontualmente, não fosse à jaqueira, que como se não bastasse ter sido a última a chegar, ainda sentou-se na primeira fila, tapando a visão dos demais, causando um enorme rebuliço. Gritos e assobios foram dados e a situação só se acalmou, depois que ela se levantou e se postou  nos fundos junto àmangueira e ao abacateiro.


Com os representantes de todos os eiros e eiras presentes, deu-se    finalmente o início da assembléia.





Dênia Passos